Estação

Albino Luiz Gineste (Curitiba, PR)

A vida é uma despedida
Onde cada instante é uma partida.
Leva um pedaço do que fomos
E do qual não somos donos.

O sol, que com sua luz nos irradia,
Não deixa de partir um sequer dia.
E o vento, que nos toca a face,
Ainda mais fugaz então parte.

Porque o futuro jamais espera
E o frágil presente quisera
Poder guardar o que o passado levou.

Mas é tarde, o trem passou.
Jogue fora o bilhete que tem na mão.
Ele nunca mais voltará a esta estação.

Anúncios

Um pensamento sobre “Estação

  1. Kelly disse:

    Por isso, que nos esforcemos para que cada instante seja precioso…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: