Jóia

Copyright © Carlos Eduardo


Se tu o teu amor me renegar,
Não haverá mais sentido em viver.
Como posso continuar a respirar,
Se teu coração eu não pude ter?

Ah, minha doce amada,
Deixa-me ao menos te venerar
Para não ter a vida acabada
E para sempre no inferno vagar.

Pois meu céu é a sua face,
És a luz do Sol que me transpassa
E a noite que a mim devassa
Quando com tuas estrelas me apetece.

Não tenho riquezas pra te oferecer.
Tu és a maior jóia que posso ter.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: