Man of La Mancha

Van Gogh: Don Quixote de la Mancha


– Como é que aos poetas fascinam lhes tanto os loucos?
– Temos muito em comum.
– Ambos dão as costas à vida?
– Ambos escolhemos a vida!
– Um homem deve entender a vida como é.
– A vida como é… Vivi mais de 40 anos e vi… a vida como é.
Dor… miséria, incrível crueldade. Ouvi todas as vozes da mais nobre criatura do Deus aos gemidos da sociedade suja das ruas. Fui soldado e escravo. Vi a meus camaradas caírem em batalha…
…ou morrerem mais devagar sob um chicote africano. Sustentei-os até o último momento.
Homens que viram a vida como é!
Ainda assim morreram desesperados. Nem glória nem últimas valentes palavras!
Só seus olhos, plenos de confusão, perguntando por que…
Não acredito que perguntassem por que morriam… A não ser por que tinham vivido.
Se a vida parece uma loucura em si, quem dita o que é loucura?
Talvez ser muito prático seja a loucura. Renunciar a sonhos seja loucura talvez.
Procurar um tesouro onde só há lixo…
Muita prudência poderia ser a loucura!
E a loucura maior de todas… é ver a vida como é e não como deveria ser!”

(Diálogo com Cervantes no filme Man of La Mancha)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: