Bailarina

ng2147407
Se ele encontra adormecido meu peito
Seu som ecoa num latejante pulsar,
Pois é de música que ele é feito
E cobra-me para ele com dançar.

Esse bailado faz meu corpo tremer,
Expira suor, intenso como uma cachoeira
Minha mão se estende sobre seu ser
E ele me fere… É a sua maneira.

E nessa dança sangrenta me enlaço,
Inerte sou levada por seu braço.
Se é carne a matéria que me forma,
É da sua essência que meu ser conforma.

Se quero que parem a Música? Jamais!
Ancorado fique o amor eternamente em meu cais.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: