Arquivo da categoria: Frutas Vermelhas

Cheesecake de Frutas Vermelhas

Cheesecake de Frutas Vermelhas
Para o Natal uma sugestão mais que perfeita: Cheesecake de Frutas Vermelhas. Dá pra fazer o glacê somente com morangos, mas é bom aproveitar que nessa época as frutas vermelhas estão com o preço bem em conta! Usei morango, mirtilhos e amoras, mas também da pra usar framboesa, cereja fresca…

Mise in placeMassa Pâte Sucreé (massa tradicional francesa pra tortas doces):

  • 120g de manteiga sem sal
  • 200g de farinha de trigo
  • 80g de açúcar
  • 60g de farinha de amêndoas
  • 3 gemas

Recheio:

  • 570g de cream cheese
  • 160g de açúcar
  • 2 col. (chá) de casca de limão
  • 1 col. (chá) de essência de baunilha
  • 3 ovos

Frutas VermelhasGlacê:

  • 1 xíc. de morangos esmagados
  • 1 xíc. de mirtilho esmagados
  • 1 xíc de amoras esmagadas
  • 160g de açucar
  • 3 col. (sopa) de amido de milho
  • 80ml de água

Modo de Preparo:

Massa: misture a farinha de trigo com a manteiga, utilizando as pontas dos dedos até obter uma farofa.
Farofa
Adicione o açúcar, a farinha de amendoas e as gemas e misture com as pontas dos dedos. Cubra com um filme e leva a geladeira por 20min.
Pate Sucree
Coloque em uma forma de fundo removível de 20cm de diâmetro. Faça furo com um garfo e leve ao forno baixo 180°C pré-aquecido até que doure.
Massa

Recheio: bata o cream cheese com a açúcar.
Cream cheese e açúcar
Adicione a baunilha e a essência de baunilha.
Recheio cheesecake
Adicione o ovos um a um, batendo bem.
Recheio cheesecake
Coloque sobre a massa e leve ao forno baixo 150°C por aporx. 2h ou até que enfiando um palito saia seco.
Recheio cheesecake

Glacê: misture as frutas vermelhas com os demais ingredientes e leve ao fogo até borbulhar.
Glacê cheesecake
Espere esfriar e cubra o cheesecake.
DSC01022

Anúncios

Pizza de Minuto

Este fim de semana resolvi fazer pizza. Minha receita é a do Jamie Oliver, mas adapto ela utilizando só farinha na falta de semolina (responsável pela crocância da pizza). Mas estava com tudo separado, crente que o pacotinho de fermento que tinha era biológico, mas só na hora de adicioná-lo vi que era fermento químico. Então resolvi fazer um teste e inventei uma receita de pizza com esse tipo de fermento.

Ingredientes:
150g de farinha de trigo
200g de fécula de batata (pode ser substitúido por farinha)
200ml de água morna
40ml de óleo de milho
1 col. (chá) de açúcar
1 col. (café) de sal
1 col. (sopa) de fermento em pó químico
aprox. 50g de farinha de trigo para sovar

Misture os ingedientes secos. Adicione o óleo e a água. Misture bem. Passe para uma superfície lisa e sove a massa até ficar macia e lisa. Abra a massa e coloque em uma assadeira untada. Coloque o recheio de sua preferência e deixe crescer um pouco dentro do forno aquecido, mas desligado. Leve para assar até que o fundo esteja dourado. Pronto! Uma pizza rápida e deliciosa!

Essa receita rendeu 2 pizzas, uma grande e uma pequena.

Pizza Napolitana Grande

Pizza de chocolate branco c/ frutas vermelhas e…

… chocolate meio amargo

Doce música, por que a ouves tão triste?

És música e a música ouves triste? 
Doçura atrai doçura e alegria: 
porque amas o que a teu prazer resiste, 
ou tens prazer só na melancolia? 
se a concórdia dos sons bem afinados, 
por casados, ofende o teu ouvido, 
são-te branda censura, em ti calcados, 
porque de ti deviam ter nascido. 
Vê que uma corda a outra casa bem 
e ambas se fazem mútuo ordenamento, 
como marido e filho e feliz mãe 
que, todos num, cantam de encantamento: 
    É canção sem palavras, vária e em 
    uníssono: “só não serás ninguém”. 

Soneto 8, de William Shakespeare

Neste mês fiz o bolo de chá de bebê da Letícia, adotada pela minha amiga Patrícia Muller. Uma parte da imensa doçura de Letícia ficou em seu singelo bolo.

A massa foi pão-de-ló que aprendi no livro Técnicas de Confeitaria Profissional, da editora Senac. Indico esse livro para os amantes da arte Confeitaria.

Quem deseja realmente tornar-se um bom confeiteiro deve aprender as técnicas básica e clássicas e, a partir daí, começar a cria suas próprias receitas. Livros de receitas são interessantes para dar idéias, mas é preciso técnica para criar algo além de saboroso, estético, que junto a um senso apurado e um refinamento, obtendo uma verdadeira obra de arte gastronômica.

Para o recheio fiz uma calda de frutas vermelhas com amora e morangos. No post ensino como fazer. Misturei com um pouco de glacê e cream cheese e ficou sensacional!

Frutas e açucar

Cozinhando a chimia

Resultado Final

Para levar pro chá, fiz cupcakes pink com cobertura de glacê :)

Partir

Ir embora, partir.
Queria me repatir,
Mas é meu coração que parte,
Quando ele de mim se aparte.

E a tristeza me toma
Quando a mente retoma
Lembranças de alegrias que tive
E em lágrimas, não me contive.

Mas a memória traz a chance,
das mãos ao alcance,
De o momento voltar a viver

E o sentimento sobreviver
Por que o valor e a verdade
Não estão na duração, mas na intensidade.

Essa poesia escrevi quando fui embora de Salvador. Lá além da Torta Banoffi, preparei um manjar de coco com frutas vermelhas.

Segue a receitinha:

Ingredientes:

Creme:
1 lata de leite condensado
200ml de leite de coco
1 lata de leite
3 col. (sopa) de farinha de arroz (pode ser amido de milho, mas a farinha dá mais sabor!)

Calda:
1 bandeja de amoras
1 bandeja de morangos
6 col. (sopa) açúar

Modo de Preparo:
Misture todos os ingredientes e leve ao fogo até engrossar. Coloque em uma travessa e leve a geladeira. Misture todos os ingredientes da calda até que forme uma geléia, ou, na terminologia certa, uma chimia (geléia com os pedacinhos das frutas). Assim que o creme estiver frio derrame a calda e pronto!